HINO DA MINHA TERRA (VERDADE | Rumo ao Céu, 604)

Reino da Veracidade

Conhece a terra, a Cidade de Deus, que o Senhor construiu para si:
onde reina a veracidade, domina e triunfa a verdade;
onde nosso agir e omitir são julgados pelas santas normas da justiça;
onde o amor une corações e mentes e o Senhor e Mestre empunha o cetro?!
(Rumo ao Céu)

“Para nosso Fundador, ‘cada ser humano é a encarnação de uma ideia única e original de Deus, uma parcela da sua Verdade, um resplendor de sua bondade infinita. Inseridos em Cristo pelo Batismo, cada um de nós deve representar, de modo original, um traço de Cristo, a plena Verdade.

Na vida do Fundador encontramos desde sua infância, o amor à verdade, os traços de uma personalidade digna e autêntica. Foi seu grande anseio fazer de Schoenstatt uma terra da verdade e da justiça.

Para que isso aconteça precisamos começar conosco e em nossa família. Nossa família deverá tornar-se um reino da verdade e da justiça.

É na família que o espírito deve se desenvolver sadio e forte. Para isso, precisa alimentar-se de verdades, de valores e de ideais. (…)

Devemos apresentar aos filhos, claro e atraente, um ideal de personalidade, de homem e de mulher, de cristão e de patriota. Mostrar-lhes como ideal o ser respeitoso, veraz e honrado.

Quando a verdade representa um valor, torna-se atraente e desperta a vontade de possuí-la. Se quisermos educar bem nossos filhos não basta, por isso, submergi-los no mundo das verdades, precisamos entregar-lhes ideias; despertar neles a aspiração pelo grande e nobre. O idealismo, que se alimenta com ideais nobres, grandes e transcendentes; o radicalismo, como capacidade de sacrificar-se por aquilo que se descobriu como verdadeiro, nobre, bom e santo.”

“A vida familiar é o ambiente mais propicio para se desenvolver o amor a verdade. A educação dos filhos deve ser alimentada por valores e ideais, pois, numa sociedade onde impera a corrupção, a mentira…, o espírito humano que é sedento de luz, tem necessidade de conhecer a verdade para anunciá-la.

À medida que optamos e nos decidimos pela verdade, nos libertamos do pecado que tanto nos escraviza. O cultivo do amor à verdade na família, conduz seus membros a expressar nas atitudes e no falar, aquilo que reconhecem interiormente como verdadeiro. Somente assim, a família poderá realizar o grande ideal de Santuário Vivo de Schoenstatt, um Reino onde triunfa a verdade.”

Refletindo:

Como podemos viver na prática a virtude da Verdade em nossos lares?

By |2022-06-21T09:49:46-03:0014/06/2022|Artigos, Notícias gerais, Padre Kentenich|0 Comments
X